Este website usa cookies para assegurar que tens a melhor experiência   Mais info

Procurar Imóvel

Quanto custa manter um imóvel?

agência imobiliária algarve,gestão de propriedades,obras de manutenção,despesas de condomínio,IMI,imposto sobre rendas,IRS

Quanto custa manter um imóvel?

Está a pensar comprar um imóvel para investimento? Pretende arrendar a sua casa para ter um rendimento extra no final do mês? Para perceber se esta é a melhor opção para si, conheça os responsáveis por determinadas despesas:

 

Obras de manutenção e conservação

A menos que contratualizado de forma diferente ou que sejam o resultado da negligência do inquilino, as obras de manutenção e conservação são da responsabilidade do proprietário/senhorio. Se vai comprar um imóvel para arrendar, tenha logo em atenção o que eventualmente pode vir a dar problemas a curto prazo, como uma máquina de lavar estragada ou uma infiltração no teto. As visitas de inspeção a um imóvel, acompanhadas de um agente imobiliário, são essenciais para assegurar que todos os pormenores são esclarecidos. 

 

A Casas do Barlavento, por ser também gestora de propriedades, deixa-lhe uma dica para que as obras de manutenção e conservação sejam mais em conta! Aconselha que, quando submeter o imóvel a alguma intervenção, escolha uma empresa local de especialistas, pois vai reduzir o orçamento ao poupar nos custos das deslocações.

 

Despesas de condomínio

Outra despesa que recai sobre o proprietário do imóvel é o pagamento do condomínio e custos associados com administração e manutenção dos espaços comuns do prédio (se for um apartamento). Cabe ao senhorio estar presente na assembleia de condóminos e perceber as renovações e despesas que estão associadas ao prédio durante o ano. Normalmente o valor mensal do condomínio é calculado de acordo com os custos estimados da manutenção e limpeza das áreas comuns, elevadores e segurança (se se aplicar) e despesas de consumo de eletricidade e água, com base em históricos de consumo. Para além desses custos, normalmente os condomínios acrescentam um valor para o fundo de reserva, para cobrir gastos não previstos e pintura do prédio.

 

IMI

De pagamento obrigatório anual quando se adquire um imóvel, o Imposto Municipal sobre Imóvel (IMI) é uma taxa a ser saldada ao Estado pelo proprietário e nunca pelo inquilino.

 

Seguro

Caso a compra de habitação tenha sido feita através de empréstimo bancário, o seguro multirrisco é obrigatório.  

 

Impostos governamentais sobre o arrendamento

Na formulação obrigatória de um contrato de arrendamento, recai 28% de imposto destinado ao Estado sobre a renda paga pelo arrendatário– imposto sobre rendas.

 

Despesas utilitárias

Dependendo das condições definidas em contrato, há a possibilidade de definir se as despesas correntes como água, eletricidade, gás, entre outros estão incluídos na renda mensal ou se é uma despesa paga à parte pelo inquilino.

 

Não se assuste,  muitas destas despesas são dedutíveis no IRS parcial ou totalmente, como sejam: as pinturas do imóvel; despesas com limpezas e porteiros; reparações do sistema elétrico ou da canalização; eletricidade, iluminação, aquecimento e manutenção de elevadores; segurança da habitação; Imposto Municipal sobre Imóveis; Prémios de seguro de prédios e taxas municipais (saneamento, esgotos). Caso pretenda fazer o cálculo das despesas espectáveis de um imóvel, bem como, ter estimativas de arrendamento, visite-nos! Nada como fazer um investimento consciente e com o mínimo de risco associado.