Este website usa cookies para assegurar que tens a melhor experiência   Mais info

Procurar Imóvel

Mercado Imobiliário no Algarve - Análise de 2018 e Tendência para 2019

Mercado imobiliário em Portugal,mercado imobiliário no algarve,investimento estrangeiro no imobiliário,balanço do mercado imobiliário 2018

Mercado Imobiliário no Algarve - Análise de 2018 e Tendência para 2019

De acordo com Paul Cotterell, Diretor de Vendas da Casas do Barlavento, a tendência de crescimento do investimento imobiliário assistida em 2017 manteve-se em 2018. Na verdade, o mercado imobiliário bateu recordes “no volume de preços das transações de venda, com uma resposta muito positiva de vários países a comprar, no Algarve”.

  

Investimento estrangeiro no imobiliário

 

No Algarve, a Casas do Barlavento apurou que os mercados compradores estão a tornar-se mais diversificados, muitos à procura de programas de incentivo como o de Residentes Não Habituais, com 22,2% de investidores suecos e 12,2% de franceses. O mercado britânico é uma constante com 24,4%, mesmo no ambiente de incerteza do Brexit: “Estou expectante em relação a 2019, especialmente com a incerteza do Brexit e a quantidade de pessoas que querem sair do Reino Unido,” menciona Paul Cotterell.

 

Ver também: Nova Tendência de Investimento Estrangeiro no Imobiliário Nacional

 

 

Sobrevalorização dos preços das casas

 

Segundo a agência de notação financeira Moody’sPortugal é um dos países onde o preço dos imóveis tem aumentado mais “desde meados de 2013 e acelerou em 2017 para níveis antes de 2008.” O Algarve destaca-se por ser a região do país onde o preço da venda de propriedades atingiu o valor mais elevado, por metro quadrado.

 

Ver também: Preços dos Imóveis disparam em Portugal 

 

 

Facilidades no crédito habitação

 

Em geral, a maioria dos compradores da Casas do Barlavento são investidores de dinheiro na mão. No entanto, para os compradores que precisaram de recorrer a crédito habitação houve mudanças nesse setor, com taxas de juro historicamente baixas e maior facilidade em aprovação de crédito.

 

Ver também: As Mudanças no Crédito Habitação 

 

 

Aumento do preço da avaliação de imóveis

 

A acompanhar as alterações e facilidades de aprovação do crédito habitação, registou-se um aumento da avaliação do preço por metro quadrado (m2) para concessão de crédito habitação. Em termos gerais a avaliação bancária de imóveis subiu cerca de 70€/m2 num ano, o que incentivou o investimento imobiliário.

 

Ver também: Avaliação bancária de imóveis atinge novos máximos 

 

Construção nova em Portugal

 

Os resultados do Confidencial Imobiliário apontam para que em 8817 fogos em licenciamento cerca de 80% sejam de construção nova. Este dinamismo no setor da construção tenta colmatar o desequilíbrio entre a procura e a escassez da oferta imobiliária em Portugal.

 

Ver também: Dinamismo no setor da construção em Portugal 

 

Nova lei Alojamento Local e Agravamento de IMI

 

Durante 2018 foram introduzidas novas leis do Alojamento Local que retraem o mercado de investimento para arrendar (Promulgadas Alterações a Lei do AL - ) ; assim como o agravamento da Taxa de Imposto Municipal 

 

Tendência do Imobiliário para 2019

 

Continuo aumento de preços nos imóveis

 

O desfasamento entre a procura e a oferta, em 2018, incentivou o aumento dos preços dos imóveis, tendência que se estima manter em 2019: A Moody’s prevê que os preços subam entre 7 e 8%, nos próximos 18 meses. “O relatório positivo sobre Portugal da Moody’s para os próximos 18 meses indicam que as coisas podem melhorar,” reporta Paul Cotterell. Mantendo, também, Portugal como um dos melhores países para investir em imóveis de luxo.

 

Ver mais aqui: Portugal considerado um dos melhores países para investir em imóveis de luxo

 

Clima de incerteza – investimento cauteloso

 

2019 será um ano de “esperar para ver”, menciona o Diretor de Vendas da Casas do Barlavento: “veremos se o interesse sueco no Algarve se mantem, num país onde o sol brilha durante pelo menos 300 dias por ano.”

 

A economia global está a desacelerar com o FMI a prever uma redução no crescimento para 2019 e 2020, muito devido à instabilidade política. Este ano será, certamente, marcado por um grau de incerteza, a nível nacional com as eleições legislativas, mas principalmente a nível internacional com eventos como o Brexit e as eleições europeias

 

Crescimento das transações

 

 

Casas do Barlavento prevê que o volume de transações sofra uma ligeira queda em 2019 devido à falta de oferta e aumento dos preços das casas: “o problema de falta de propriedade para vender significa que os preços vão subir; no entanto acredito que não tenhamos grande quebra na procura. A menos que a construção diminua o ritmo e a comunidade de compradores do Reino Unido não aproveite as baixas taxas de câmbio”.