Este website usa cookies para assegurar que tens a melhor experiência   Mais info

Procurar Imóvel

Contrato aberto ou exclusividade imobiliária

Exclusividade imobiliária,Contrato aberto,Agência imobiliária,Rapidez no negócio,Promoção do imóvel

Contrato aberto ou exclusividade imobiliária

Quer contratar uma agência imobiliária para vender a sua casa? Esse, é sem dúvida, o melhor caminho a tomar. Antes, entenda que existem alguns aspetos que deve ter em conta, antes de assinar o contrato. Existe um vocabulário do meio imobiliário, que talvez seja melhor estar a par, para que no fim faça uma escolha benéfica para si.

 

Saiba que ao contratar uma agência, poderá ouvir a pergunta – Quer um contrato em regime exclusivo ou aberto? Neste artigo, explicamos qual a diferença entre os dois, para que fique preparado e saiba responder. Perceba com qual sairá mais beneficiado.

 

 

Contrato aberto

 

O contrato em regime aberto, como o nome indica, significa que várias agências imobiliárias farão a representação do seu imóvel. Não terá um agente exclusivo, a trabalhar na venda do seu imóvel.

Este regime pode traduzir, mais publicidade por parte de várias agências. Mas não significa que, dará resultados rápidos e eficazes. Se muitas agências publicitarem a propriedade, poderão aparecer informações distintas. Isso pode levar a que, futuros compradores tenham dúvidas sobre a legitimidade do negócio.

Se mesmo assim o decidir fazer, opte por assinar contrato com poucas agências. Seja coerente com as informações que passa aos agentes. Por último, fique atento às publicações na internet do seu imóvel e garanta que está tudo correto.

Saiba que a percentagem acordada, apenas é paga ao agente que consiga fechar o negócio. Normalmente, este regime encarece mais que o regime exclusivo.

 

Exclusividade imobiliária

 

Ao contrário do regime aberto, este tipo de regime é apenas representado por uma agência. Portanto, o proprietário irá apenas falar com uma pessoa. Em suma, facilitará muito, a transmissão de ideias e informações importantes, entre outras coisas.

 

  1. Rapidez no negócio


Outro benefício comprovado, será a rapidez no negócio. O Agente imobiliário sabe que, depende apenas dele a venda do imóvel. Consequentemente, estará muito mais envolvido para que isso se concretize rapidamente.

Enquanto agente exclusivo, terá tempo e vontade de pesquisar na sua carteira de clientes. Não havendo, quase a necessidade de criar publicidade nos meios de comunicação.

 

  1. Promoção do imóvel

A promoção do imóvel será maior, visto que, não existe o receio de outra agência conseguir concretizar o negócio primeiro.

O investimento na promoção será igualmente maior, pelo simples facto, do retorno ser garantido. O agente investirá em fotografia e vídeo profissional da propriedade, ou na divulgação, através de canais próprios na internet. (saiba mais sobre este e outros pontos, neste artigo)

 

  1. Defesa dos seus interesses

Em caso de negociações, o agente ao acompanhá-lo desde o início de todo o processo, saberá como defender os seus interesses. É natural que se crie empatia. Desta forma, o profissional saberá quais os objetivos que quer cumprir ao finalizar o negócio. De outra maneira, seria difícil transmitir as suas ideias a vários agentes.

 

  1. Responsabilização

O êxito do negócio será da responsabilidade total do agente. Assim como, o insucesso do mesmo. É evidente que, ao haver uma pessoa responsável, é possível apurar mais facilmente, qual o passo que não resultou. Isto no caso de o negócio correr mal. Após essa averiguação, é possível, em conjunto com o agente, montar uma estratégia mais eficiente.

 

É claro que, tanto um regime como o outro têm os seus benefícios para o negócio. A responsabilidade é maior, tal como, o compromisso e dedicação, por parte do agente exclusivo. Em regime aberto, se toda a informação for coerente, e se todas as agências trabalharem para o mesmo objetivo, tudo correrá da melhor forma.

Na Casas do Barlavento a escolha será sempre sua, e é garantido empenho em qualquer das circunstâncias.