Este website usa cookies para assegurar que tens a melhor experiência   Mais info

Procurar Imóvel

31, out 22 | Leitura: 9 min

Afinal, o que é a Euribor? | Casas do Barlavento

Nos últimos meses ouvimos diariamente falar sobre a Euribor. Basta ligar a televisão ou aceder à internet e as notícias sobre esta taxa não param de fazer manchetes. Afinal, sabe o que é a Euribor? Quem comprou um imóvel recorrendo a um crédito habitação, sabe que esta taxa influencia a sua prestação mensal, mas será que conhece a razão de isso acontecer? Esclareça todas as dúvidas sobre este indexante, conhecendo o que é a taxa Euribor, a sua história, a razão da sua existência e qual a influência do futuro da mesma nas nossas vidas.

 

imagem de capa do artigo: Afinal, o que é a Euribor? – imagem de um prédio com várias janelas de vidro e no cimo aparece uma seta vermelha em ascendência.

Fotografia de Scott Webb – Unsplash

 

 

 

Quando foi criada a Euribor?

 

A Euribor entrou nas nossas vidas no mesmo dia que a moeda única da União Europeia foi criada, portanto, no dia 1 de janeiro de 1999. O nome Euribor é o mais utilizado, mas não passa de uma conjugação das palavras European Interbank Offered Rate, para tornar o nome menor. Esta taxa foi criada para uniformizar as taxas de juro interbancárias na zona Euro, uma vez que a Europa estava agora a usar a mesma moeda. Antes da chegada desta nova taxa, a utilizada em Portugal era a Lisbor que ainda conviveu com a Euribor até tornarmos o Euro a única moeda a circular no país.

 

imagem do artigo: Afinal, o que é a Euribor? – imagem de um calendário do ano de 1999, mostrando o mês de janeiro quando a Euribor foi criada.

Fotografia de Waldemar Brandt – Unsplash

 

 

 

O que é a Euribor?

 

Para conseguir entender esta taxa, é importante perceber que os bancos emprestam dinheiro entre si e aplicado um determinado valor ao dinheiro “vendido”. A Euribor é nada mais do que um indicador da taxa de juro desses empréstimos interbancários na zona Euro. Este indexante é definido pela Federação Europeia de Bancos e obtido através da média de taxas de juro entregues pelos 52 maiores bancos da zona Euro.

 

Para este cálculo, as 52 instituições bancárias com maior relevo na zona Euro partilham os seus dados, de onde são excluídos 15% das taxas mais baixas e 15% das taxas mais altas, para no final obter-se um resultado mais preciso. O anúncio desta taxa é feito todos os dias e religiosamente às 10.00h da manhã. O único banco português a integrar o grupo das mais relevantes instituições europeias é a Caixa Geral de Depósitos.

 

Afinal, quando entra o Banco Central Europeu em cena? O Banco Central Europeu (BCE) é quem mais influência os empréstimos interbancários. É este banco que articula o plano dos bancos da zona Euro, tomando medidas que tendem a ser replicadas pelos outros bancos. Quando o BCE toma o caminho de fluidez e dinamização económica, as taxas de juro baixam, tal como vimos acontecer nos últimos anos. Em 2015 vimos as taxas ficarem negativas, resultado da tática expansionista criada pelo BCE para dinamizar a economia após a crise de 2008.

 

Se, porventura, estivermos num período de inflação, ou seja, de subida dos preços, este tende a reduzir a liquidez, o que faz com que as taxas de juro aumentem. É esta a nossa mais recente realidade e todos os que adquiriram um crédito habitação com taxa variável, mais tarde ou mais cedo verão a prestação aumentar. Em abril de 2022, ao fim de sete anos de taxas de juro negativas, a Euribor a 12 meses chegou a índices positivos, atingindo 0,005%, tendo aumentado ao longo dos últimos meses. Foram vários os fatores que contribuíram para a inflação, mas podemos apontar como principais a pandemia e a invasão da Ucrânia.

 

 

imagem do artigo: Afinal, o que é a Euribor? – imagem do interior de uma casa, estando representada a sala de estar com uma lareira ao centro, um sofá cinza e uma televisão ao fundo.

Fotografia de Outsite Co R – Unsplash

 

 

A Euribor tem maturidade a 3, 6 e 12 meses?

 

Sim, ou seja, a Euribor é revista por referência a diferentes prazos. Portanto, a maturidade de um crédito, é nada mais que o prazo para a revisão da sua prestação. A prestação mensal poderá aumentar ou diminuir no espaço de 3, 6 ou 12 meses (sendo estas taxas, as mais utilizadas no crédito habitação). Em Portugal a maioria dos créditos está indexado à Euribor a seis meses.

 

Muito antes de decidir qual a maturidade do seu crédito, terá de escolher entre uma taxa variável indexada à Euribor (com os prazos de 3, 6 e 12 meses) ou se pretende contratar um crédito com taxa fixa. Nesta última hipótese, a prestação mensal será sempre igual, independentemente se o BCE decida subir as taxas para travar a inflação. A taxa fixa traduz alguma segurança por saber sempre quanto terá de pagar a cada mês, embora nos últimos anos a escolha desta taxa tenha implicado pagamentos mais altos comparados com a taxa variável. 

 

Para quem tem um crédito habitação com taxa variável é importante estar informado. Acompanhe os valores da Euribor diariamente neste website.

 

imagem do artigo: Afinal, o que é a Euribor? – na imagem aparece uma agenda mensal com duas canetas, uma vermelha e outra azul.

Fotografia de 2h Media - Unsplash

 

 

Existem outros indexantes para além da Euribor?

 

As taxas de juro de referência exercem um papel fundamental nos vários mercados financeiros do mundo. A Euribor funciona na zona Euro desde 1999, como já tínhamos mencionado anteriormente. Em 2019 falou-se de uma nova taxa de juro para substituir a Euribor de modo a ser mais transparente que a primeira. A Ester, um acrónimo para “Euro Short-Term Rate”, pretendia reduzir a possibilidade de manipulação e traduzir melhor as reais condições do mercado. Isto, porque a Euribor baseia-se em suposições de valores que os bancos lançam e em que acreditam que vão ser cobrados ao pedir dinheiro emprestado a outros bancos.

 

A Ester, foi a nova taxa de juro de referência que veio substituir a EONIA a 3 de janeiro de 2022. Esta tem cálculos mais realistas e evita escândalos de manipulação, tal como aconteceu durante a crise de 2008. É uma taxa de juro a curto prazo e baseia-se na informação estatística confidencial sobre as transações individuais no mercado monetário europeu de depósitos de 50 instituições (não sendo apenas de bancos) que reportam ao BCE. Estas alterações não terão impacto, pelo menos para já, nas soluções e produtos financeiros que os bancos oferecem, portanto, em Portugal, continuaremos a utilizar a Euribor como taxa de referência.

 

 

Deseja comprar casa recorrendo a crédito habitação?

 

É sempre um momento importante na vida de qualquer pessoa, sendo um marco que vários desejam atingir durante a vida. Se para comprar uma casa necessita de recorrer a um crédito habitação, faça-o de forma consciente e informada.

 

Não dispense da ajuda de um consultor imobiliário na hora de escolher a sua casa. Faça várias perguntas e se a casa escolhida for em segunda mão, questione sobre a intenção de venda por parte dos proprietários. Lembre-se que o consultor imobiliário estará ao seu lado para o ajudar a averiguar todos os pontos necessários para fazer uma compra segura.

 

As agências imobiliárias têm portefólios com vários imóveis disponíveis para compra. Na Casas do Barlavento, garantimos angariações frequentes de apartamentos, moradias, terrenos para construção ou ainda espaços comerciais no barlavento algarvio. Aceda ao nosso portefólio e converse connosco.

 

Quando encontrar a sua casa ideal, é hora de assinar o contrato de promessa compra e venda, de modo a reservar a propriedade mediante o pagamento de um sinal. Este contrato não é obrigatório ser assinado por ambas as partes num notário, mas é sempre recomendado.

 

O passo seguinte será a pesquisa pelo melhor financiamento bancário. Para tal, poderá contar com um documento onde consta toda a informação sobre o crédito habitação. O documento Ficha de Informação Normalizada Europeia (FINE), é-lhe disponibilizado no início do processo para poder comparar as várias propostas dos bancos. É aconselhado a visitar várias instituições bancárias e ver qual lhe dá as melhores condições.

 

Na FINE conseguirá perceber todos os custos associados à contratação de um crédito habitação. Inclusive, se contratar um crédito com taxa variável, encontrará dados hipotéticos de uma subida abrupta da TAN (Taxa Anual Nominal) para o valor mais elevado da Euribor (constará o valor mais alto a pagar no pior cenário da história da Euribor). Pondere se conseguirá liquidar as prestações mesmo nos piores momentos da história do crédito habitação.

 

Segue-se a pré-aprovação do banco ao seu crédito habitação. Para ter um desfecho positivo nesta fase, deve estar alinhado com algumas exigências do banco, tais como: a situação profissional, os rendimentos e a taxa de esforço. 

 

Se tudo estiver de acordo, o próximo passo será a avaliação da casa escolhida por si. Neste passo o banco contrata uma empresa especializada e independente que irá avaliar o imóvel e lançar um relatório. O avaliador determinará o valor da propriedade em função da localização, o tamanho e muitos outros aspetos da propriedade. Veja quais neste artigo.

 

Por fim, chega o dia da escritura da casa, não sem antes pagar o IMT (Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis). Neste dia, estarão presentes todos os intervenientes da compra e venda da casa na Conservatória do Registo Predial ou no Cartório Notarial. O passo final, é a emissão da carta de aprovação, onde confirma todas as condições do crédito habitação.

 

O processo poderá ser longo e confuso se decidir fazê-lo sozinho. Prefira sempre ter um profissional do ramo imobiliário ao seu lado para o auxiliar com os documentos necessários e primeiramente, com a casa ideal para si.

 

imagem do artigo: Afinal, o que é a Euribor? – imagem de uma pessoa a segurar um porta-chaves com a forma de uma casa.

Fotografia de Maria Ziegler – Unsplash

 

O processo de compra de casa recorrendo a crédito habitação pode ser complicado, pois existem várias etapas que necessitam de algum conhecimento. Não se sinta sozinho num dos passos mais importantes da sua vida e contacte a Casas do Barlavento. Teremos todo o prazer em acompanhá-lo do início ao fim!