Este website usa cookies para assegurar que tens a melhor experiência   Mais info

Procurar Imóvel

3 Dias em Lagos

lagos,algarve,lifestyle,praias,restaurantes

3 Dias em Lagos

Estar poucos dias num sítio com tanto para ver pode parecer desafiante, por isso preparámos um roteiro de 3 dias em Lagos e nos arredores, tendo em consideração as melhores praias e restaurantes, tours e locais a visitar. Damos-lhe esta informação na óptica de uma local, para que nada lhe escape, neste que é um destino de férias que dificilmente esquecerá.

 

DIA 1

Pequeno Almoço no “Mar d’Estórias”

O Mar d’Estórias é um espaço que convida a entrar e a despender tempo a qualquer hora do dia. Mas não há nada como começar a manhã com a melhor combinação de produtos frescos, saudáveis e saborosos.

O pão de figo e alfarroba é especialidade no menu e por isso não vai poder perder umas torradas desta que é uma das grandes tentações da cozinha do mar d’Estórias. E mais do que tudo, poder apreciar a brisa da manhã, no terraço que lhe oferece uma vista sobre a baía de Lagos e os topos dos monumentos históricos, dá-lhe bons motivos para começar o dia no novo espaço que está a dar que falar em Lagos. 


Passeio pelo centro histórico

O centro da cidade está delimitado por muralhas de arquitetura renascentista e medieval, fortificações densas que são as marcas do desenvolvimento económico e urbano de Lagos a partir do século XVI. 

A praça do infante Dom Henrique é a mais alusiva de Lagos e intermedeia pontos de grande interesse cultural: o Mercado dos Escravos, a Igreja de Santa Maria, o Castelo dos Governadores e o Forte da Ponta da Bandeira, situado no cais da solaria e virado para o mar. A oeste pode ainda encontrar a Igreja de Santo António, um ex-líbris dos monumentos históricos do Algarve por ser toda talhada a ouro, bem como o Centro Cultural de Lagos, que conta com espetáculos de música e exposições de arte.

A par com o centro da cidade está a principal avenida que herdou o nome dos “descobrimentos” e que proporciona passeios muito agradáveis, com a luz calma do rio sempre presente.


Almoço no restaurante “A Lota”

Para almoçar, sugiro que experimente o Bar “A Lota”, ao lado da estação ferroviária de Lagos. O espaço é simples e não tem propriamente decoração, mas o peixe é sempre fresco e muito bem grelhado. 

Também recomendo o bife de atum que vem numa posta bem generosa e cozinhada no ponto que desejar. Este restaurante está localizado numa zona onde muitos barcos típicos de pesca estão atracados, transmitindo o ambiente típico de vila piscatória.


Cocktail na marina de Lagos

A Marina de Lagos fica no lado Este da cidade e por isso é onde incide diretamente o sol da parte da tarde. Aliado a isto, imagine o cenário onde pousam barcos à vela e a motor, de todas as formas e feitios, num enquadramento de um dos cenários mais deslumbrantes de Lagos. 

O bar “Amuras” é o local ideal para estar relaxado a absorver a vista e a beber um cocktail. Os empregados são muito simpáticos e a música é agradável. Os envidraçados que dão para o exterior permitem uma vista ampla da marina de Lagos.  Este é sem dúvida um dos pontos da cidade a não perder, ainda para mais porque a marina de Lagos é distinguida com o prémio Euromarina Anchor Award, a Bandeira Azul da Europa, as 5 âncoras de ouro do Gold Anchor Award e ainda as 5 estrelas Blue Star Marina, entregues pelo IMCI.



Visita à ponta da piedade

A ponta da piedade foi buscar o nome ao sentimento das mulheres que viam os seus maridos a partir para o desconhecido, na altura dos descobrimentos marítimos. É neste promontório que se encontra o principal farol de Lagos, naquele que é o extremo sul da baía de Lagos. 

Se caminhar do centro histórico até à ponta da piedade, pode aproveitar para espreitar as praias da Dona Ana e do Camilo, igualmente detentoras de uma beleza única, que são o resultado do recorte natural dos rochedos pujantes da costa d’oiro.  

Ver o sol a pôr-se desta perspetiva é dos vislumbres mais desejados da experiência em Lagos e por isso faça por não perder.   


Jantar no “Camilo”

E quando a noite já tiver caído e sentir que está na altura de comer qualquer coisa, aproveite o caminho de regresso e pare no Camilo. Desta vez não é só para ver a vista, mas também para experimentar um dos melhores sítios de Lagos para comer peixe fresco. Vai-se deparar com um espaço moderno, recentemente remodelado e adaptado às exigências de um público cada vez mais vasto, com uma esplanada ideal para refeições ao ar livre quando as noites estão quentes.

Qualquer peixe que peça, cozido ou assado, vai ser uma boa escolha, mas se houver dourada ou robalo não hesite, uma vez que estão entre os peixes que mais habitam as nossas águas. Para acompanhar, umas batatas bem cozidas regadas com azeite e salpicadas com orégãos e uma salada minuciosamente temperada.    


Beber um copo na cidade

Lagos é atraída por inúmeros turistas de vários pontos do Mundo e é recentemente procurada por uma faixa etária mais jovem, que contribuiu para a requalificação da vida noturna da cidade. A zona histórica concentra o maior número de bares e clubes noturnos e para além disso acolhe artistas de rua alternativos, que enchem Lagos de uma energia contagiante. O Steve Rays é o bar ideal para ouvir boa música ao vivo. Costuma acolher diferentes artistas e dj’s internacionais, que fazem encher a pista de dança, principalmente depois de um ou dois cocktails, que são a especialidade no andar de cima.  O bar tem um ambiente romântico e misterioso, com destaque para as paredes vermelhas e para a elevação da zona de atuação em relação à pista de dança e ao balcão do bar. O bar encerra às 4 horas o que significa que tem a noite toda para se divertir.

Não deixe de perder o mesmo terraço sugerido para os pequenos-almoços, mas desta vez ao cair da noite. O “Mar d’Estórias” é um espaço de comércio e divulgação de tudo o que é português e culmina num bar-terraço que proporciona serões muito agradáveis, com o horário de encerramento às 00:00. Desde cocktails a cervejas artesanais, vinho a copo e espumantes, cafés e sumos naturais, este é o espaço ideal para o seu fim de tarde. Não deixe de experimentar os petiscos frios e quentes e as deliciosas sobremesas que a chefe concebeu para si.

 

DIA 2

Mercados de Lagos

Sábado é dia de mercado em Lagos. O mercado da reforma agrária é o sítio certo onde ir se quiser adquirir os produtos mais frescos e de agricultura biológica – frutas e leguminosas, plantas, infusões, doces, frutos secos, mel caseiro, ovos do campo e outras iguarias. Normalmente, as pessoas que têm quintas de produção agrícola expõem os seus produtos ao sábado de manhã, neste mercado situado ao lado da estação rodoviária de Lagos.

Para além de adquirir os legumes e as frutas mais frescos da cidade, neste evento semanal pode capturar momentos típicos da vida rural algarvia e das gentes locais.

Não deixe de visitar também o mercado municipal de Lagos, que está dividido em mercado do peixe e mercado da fruta, onde pode tambémm encontrar uma grande variedade de produtos locais, como mel, frutos secos, doces típicos e souvenirs. Se está alojado numa das nossas casas com uma fantástica cozinha, então porque não se aventurar e comprar você mesmo o peixe fresco no mercado, amanhando-o em seguida e cozinhando-o da maneira que mais desejar? E assim se sentirá como um autêntico local, para quem as espécies do mar são presença assídua à mesa.


Visita às grutas

A viagem nos pequenos barcos de pesca que o levam a visitar as grutas da Costa d’oiro deve ser feita logo pela manhã, por isso depois de visitar os mercados pode aproveitar para marcar a sua viagem. 

Se preferir pode optar por apanhar o barco diretamente da Ponta da Piedade ou da praia da Dona Ana, que será conduzido por pescadores locais que lhe sabem contar as histórias da cidade e nomear as rochas e furnas ao longo da Costa d’oiro. Normalmente, as viagens demoram aproximadamente uma hora e um quarto.

Se preferir ir numa companhia mais turística, mas em que os barcos são maioritariamente conduzidos por locais, deve escolher reservar a sua viagem com a empresa Seafaris, sediada na marina de Lagos, que é também de onde partem os barcos. A visita demora aproximadamente uma hora e meia e tem o custo de 12,50€ por pessoa (5€ para crianças). Os condutores são simpáticos, falam inglês na perfeição e sabem-lhe nomear aquilo com que se vai deslumbrando ao longo da visita.



Ir de jipe até Sagres

Aqui está uma boa oportunidade de explorar a costa oeste, que o leva a conhecer as melhores praias, desde Lagos até Sagres (praia da Luz, Burgau, Cabanas Velhas, Boca do Rio, Salema, Zavial, Ingrina, Barranco).

Uma das opções é alugar um carro com a Multirental car hire, munir-se de um mapa e partir à aventura. A outra opção (e provavelmente a mais acertada) é apostar num passeio de jipe com a “Natura Tours”, composta por guias locais que o leva aos sítios mais deslumbrantes e que o faz sentir-se como se estivesse em família. Para além do mais, os guias munem-se de lancheiras onde vai poder encontrar pães com chouriço caseiros, bolos e vinho branco ou tinto. Não se irá esquecer facilmente de um pôr-do-sol visto das falésias em Sagres, com uma manta a cobrir-lhe do vento que se faz sentir e a trincar o estaladiço pão caseiro com chouriço, apurado pela intensidade do vinho.      

 

Almoço no “Boia Bar”

No caminho, não hesite em parar na praia da Salema, onde pode encontrar um ótimo restaurante localizado em cima da praia, o Bóia Bar, com um terraço que permite absorver a atmosfera envolvente e ser presenteado pela brisa do mar. 

Os pequenos barcos de pesca que pousam no principal passadiço da praia reavivam a tradição piscatória local e ainda dão mais vontade optar pela especialidade da casa: o peixe grelhado e o marisco.

 


Pôr-do-sol em Sagres

Quando chegar ao ponto mais a Sudoeste da Europa, o cabo de São Vicente em Sagres, lembre-se de esperar que o sol se ponha para assistir a um dos mais bonitos fenómenos do barlavento algarvio – o pôr-do-sol no promontório de Sagres. 



Jantar no restaurante “Ribeira do Poço”

A Vila do Bispo é um município pertencente à Costa vicentina da qual fazem parte as bonitas praias do Castelejo, Cordoama e Barriga. Apenas a 9km da vila de Sagres, aqui pode encontrar um restaurante chamado “Ribeira do poço”, mesmo no centro da vila antes de chegar à segunda rotunda, que tem comida regional e local e variadas formas de peixe grelhado, marisco e ensopados. O espaço é tranquilo e muito agradável e conta com uma mistura de gentes locais com gentes estrangeiras.

 

DIA 3

Manhã a velejar

Lagos é enorme motivo de atracção para os amantes dos desportos náuticos de vento, como o kitesurf, o windsurf e a vela. Já mencionámos a tamanha beleza da Costa d’oiro, ao longo da qual estão dispostas as fascinantes praias do Pinhão, Camilo e Dona Ana. Agora imagine esta beleza apreciada duma perspetiva “off-shore”, velejando na elegância e classe de um barco à vela, que rasga o mar à mercê do estado do vento, tendencialmente a soprar do quadrante Norte.

A “Southwest charters” é uma companhia de charters privados com sede no primeiro andar da marina de Lagos, que presta um serviço de qualidade e proporciona momentos inesquecíveis enquanto veleja ao largo da costa de Lagos. Pode sempre optar por reservar um dia inteiro, meio dia ou a tour do pôr-do-sol. Vai sentir-se num ambiente intimista, relaxado e muito tranquilo, onde nada lhe faltará, nem mesmo o copo de vinho ou de espumante para celebrar a vida.

    

Almoço no Bahia Bar

Ao longo da baía da Meia praia pode encontrar vários bares e restaurantes, mas aquele que eu aconselho para desfrutar de um almoço no ambiente de praia, com vista para o atlântico, é o “Bahia Beach Bar”. Vai deparar-se com um bar de madeira em cima da praia, que veste um ambiente tropical e serve almoços muito deliciosos. Ao Domingo tem o privilégio de poder assistir a bandas de música a tocar ao vivo.  


Ler e relaxar

Se por acaso estiver alojado numa das nossas agradáveis casas do centro histórico da cidade, como a “Casa das Andorinhas”, então o fim da tarde é uma hora excelente para aproveitar a tranquilidade recatada do pátio exterior. Quer esteja a ler, a ouvir música ou simplesmente a tentar dormitar, os serões tranquilos de que pode desfrutar nesta casa tipicamente portuguesa são inesquecíveis. O nome é retirado da família de andorinhas que repousa na parede do hall de entrada e a maioria das fotografias que podem encontrar expostas nas paredes são da autoria do lacobrigense António Crisógono dos Santos, que deu nome àquela mesma rua onde está localizada a casa.  

Outra das opções de alojamento onde vale a pena despender momentos tranquilos e muito agradáveis tem o mesmo nome da praça onde está localizado – Apt “Praça d’Armas”. Este é o sítio onde o conforto é mestre e por isso convida a ficar. O apartamento foi recentemente renovado e remodelado, tendo em conta padrões elevados de decoração, requinte e conforto, onde o “vintage” encontra o moderno e a simplicidade encontra a luxúria. Não só está a poucos minutos (a pé) de tudo quanto possa precisar (bares, lojas, restaurantes, cafés, farmácias), como está mergulhado numa atmosfera que permite viver a historicidade e a autenticidade de Lagos, com vista directa para as muralhas romanas e o arco que encima a passagem para a outra margem da cidade.


Cidade Cultural

Não se esqueça de visitar o Centro cultural de Lagos, onde pode encontrar espectáculos de dança, música e teatro, bem como exposições de arte e fotografia.

Também a LAC – Laboratório de Artes Criativas de Lagos, merece especial atenção pelo excelente esforço que faz para manter o âmbito artístico da cidade num patamar elevadíssimo. O Laboratório está sediado naquela que foi a prisão de Lagos, o que veio cruzar as realidades: nas antigas celas dos prisioneiros estão agora artistas residentes com a mostra dos seus trabalhos. Por onde quer que caminhe e passe na cidade, vai-se deparar com a inscrição de marcas de arte muito prezáveis, pela qualidade e expressão, principalmente nos principais murais dos edifícios da cidade onde se podem ver grafitis incríveis. Esta é uma iniciativa do LAC, que reuniu vários artistas do Mundo em torno do desenvolvimento artístico em Lagos. Aproveite e lembre-se de que esta cidade a Sul de Portugal é perita em equilibrar a vertente do turismo de sol e praia com a vertente da cultura, história e arte.

Fotografias